terça-feira, 29 de dezembro de 2009

“São só 365 dias”...

Um velhinho, com jeito de cansado, e certo de já ter cumprido o seu dever, caminhava mundo a fora em ritmo de despedida, quando encontra-se com vários jovens no topo de uma montanha no deserto, aproxima-se e pede um espaço para descansar, aí um dos jovens pergunta-lhe:
- “Qual é o seu nome?”, e o velho responde: - “Meu nome é Dois Mil e Nove; e vocês, o que fazem aqui, tão longe de tudo, postados nessa longa fila?”
E o primeiro da fila logo se põe a dizer: - “Nós somos os Anos Seguintes. Eu por exemplo, me chamo Dois Mil e Dez, aquele ali é o Dois Mil e Onze, depois vem o Dois Mil e Doze, aquele, um pouco mais longe, é o Dois Mil e Treze, e assim segue... Vivemos numa espera, em ordem cronológica, cada um aguardando sua vez...
O velho ficou surpreso: - “Que bom encontra-los! Eu também já fui um de vocês! Eu vivia esperando chegar a minha vez, cheio de sonhos e planos bons para a humanidade; eu até que tentei, levei inovações, descobertas, desvendei mistérios, novas experiências científicas, novas técnicas na saúde, e muito mais, porém, eu percebia que faltavam algumas coisas... Faltava diálogo, faltava calor humano, e cada vez mais faltava verdade e união, por isso, eu gostaria de alerta-los, ouçam a voz da experiência: quando chegar a vez de cada um de vocês, levem sorrisos, levem carinho, levem compreensão, levem fim aos conflitos, levem a paz para dentro de cada coração que estiver batendo no Planeta Terra, afinal, nosso tempo é curto, são só 365 dias de atuação para cada um de nós... E renovam-se as esperanças...!”
Os jovens acabam de ouvir tudo, mas consideram essas palavras “já ultrapassadas”, pois estão mais preocupados em chegar logo a vez de cada um. Algum deles fala: - “O importante é levar um ano de muito progresso”.
Outro retruca: - “Eu serei lembrado como o Ano de maior modernidade de computadores...”
Um outro vem dizendo: - “Eu vou encher o mundo de novas tecnologias...”
E assim por diante... cada um com seu plano para Anos Vindouros...
E o velhinho retoma sua caminhada... e quando já está quase sumindo entre a névoa, um dos jovens se despede ao gritar: - “Adeus Ano Velho!”...
E o velhinho, lá de longe, responde: - “Felizes Anos Novos!”...
E vai cantarolando uma antiga canção, que dizia mais ou menos assim: ...“Esses moços, pobres moços... ah, se soubessem o que eu sei...”
Obs: Esse texto é do meu amigo João Alfredo que é colunista da Revista Country Fever.

8 comentários:

Cristiano Contreiras disse...

Belo texto que determina a busca da própria paz e sentimentalidade - há muito perdido - dentro de nós.

Feliz ano novo pra ti, caro!

Cristiano Contreiras disse...

Você tem msn? se puder, manda o seu por comentário no meu blog, te adicionarei, abraço

Júh Albuquerque disse...

Passando pra agradecer sua visita e os elogios. Fico feliz por ter gostado da minha "brincadeira de escrever".Ainda mais por ser jornalista..rsrsr..

Quanto aos gadgets..pode pegar todos que desejar..")

Um Beijo pra vc e o desejo de um novo ano cheio de muita coisa boa.")
Volta sempre lá!

Fabi Paranhos disse...

Belíssimo e reflexivo este texto!

Obrigado por tua visita em meu espaço e por tuas palavras!

Um abraço carinhoso e desde já desejo-te um ano de 2010 carregado de boas notícias!!!

Helena Rocha disse...

oieeeeeeeeeeeeeeeee Gatuhhhhh td crtú cntggg????
felizxxx 2010!!!!!!!!!! uhulllllllll rsrs... diskulpa a demora mais estou voltandu hj por issu te respondu apenas agora. mt obrgdd e amém ki seja pra tds nósss.
vc podi volta lá no meu bloguitu qnd kiser é e será sempre bem vindu, sempre to aki dexu uns comentisss mais vc nunka mi respondi rsrsr.....
snfiiiiiiiiiiiiiiiii
rsr.... axu ki issu é pessual em rsrsr... fala serio rsrs....
mais blz enhu um coraçaum grandi e posso suportar issu, o importanti gatuhh ki apareceu e esta bem né, brinkaderas a parte desejo mais uma vez um ano repleto de felicidade e bom humor pra vc fikar gracinha assim como eu rsrsr....
se kuida e volta mais por lá ok.
estaremu juntos aki nesse proximu ano, podi contar cmgg??
bjússsssssssssssssss milllllllllllll
Lena

[Farelos e Sílabas] disse...

===

Rapaz, quanta verdade!

Feliz ano novo com um punhado de sementes para semear! Sementes de paz, sementes de afeto e sementes de sabedoria!

A gente se esbarra na colheita!

Abraço (e grato pela visita)!

===

Helena Rocha disse...

oieeeeeeeeeeeeee gatuhhh kem é vivo sempre apareci em rsr...
puxa sumiu vc ta bemmm???? aconteceu alguma coisa????? ta amandu???? trabalhandu mt/?????
rsr.... diskulpa sei ki issu naum é da minha conta mais seja uki for esperu ki esteja bem.
ahhh vai lá qndu der blz;

bjússssssssssssssssss milllllllllll
Lena

Dayane Mendes disse...

Por mais que o homem tente advinhar o futuro a realidade é que o amanhã sempre será um grande mistério.

Nao posso deixar de dizer o quanto amo este lugar né..

Abraços